POLICIAL

Polícia Militar do Paraná atua em dois casos de desmatamento, nas cidades de Imbituva e Prudentópolis

Nesta quarta-feira (21), através do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAMB), a Polícia Militar do Paraná (PMPR) atuou em duas operações distintas de combate ao desmatamento ilegal em municípios do estado. As ações resultaram em multas significativas e medidas de embargo, visando a proteção do meio ambiente e a punição dos responsáveis pelos danos ambientais.

Em Imbituva, a equipe de policiais militares ambientais foi acionada para verificar um desmatamento ilegal em uma propriedade rural localizada na localidade de Floresta. A área desmatada, que media cerca de 6,703 hectares, fazia parte da zona de amortecimento da Reserva Biológica das Araucárias, uma área de extrema importância para a preservação da biodiversidade.

O desmatamento, realizado por meio de “destoca” e uso de fogo, afetou gravemente o bioma Mata Atlântica, comprometendo a regeneração natural da floresta e colocando em risco espécies ameaçadas, como o Pinheiro Araucária. O responsável pela área não possuía autorização ambiental para as atividades realizadas, resultando em uma multa no valor de R$ 196.000,00 e no embargo imediato da área.

Em Prudentópolis, outra denúncia levou os policiais militares a uma propriedade rural onde ocorria o corte ilegal de árvores. Foram identificadas 115 Pinheiros Araucária, quatro Imbuias e um Cedro cortados sem autorização, todas espécies ameaçadas de extinção. O proprietário da área foi multado em R$ 60.000,00 e também enfrentará processos criminais pela destruição ambiental.

Essas ações da PMPR demonstram o compromisso da corporação com a preservação ambiental e a proteção da biodiversidade. O combate ao desmatamento ilegal e a punição dos responsáveis são medidas essenciais para garantir a saúde e a sustentabilidade do meio ambiente para as futuras gerações.

PUBLICIDADES & PARCEIROS