DESTAQUES DO DIA

Gaeco cumpre mandados em Maringá em operação envolvendo policial e advogado

Agentes do Núcleo de Maringá do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpriram na manhã desta quarta-feira, 20, três mandados de busca e apreensão na Operação Donativo, que tem como alvos um policial civil lotado em Maringá e um advogado.

A investigação, que acontece desde dezembro, trata da possível prática dos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, prevaricação, falsidade ideológica e crimes contra a administração da Justiça.

As apurações tiveram início após o Gaeco de Maringá receber informações de que um investigado pelo crime de homicídio teria pago propina a um policial civil para evitar que fosse encontrado e, assim, dificultar a coleta de provas contra ele. As tratativas teriam sido intermediadas por um advogado mediante o recebimento de valores em conta bancária de uma terceira pessoa.

Expedidas pela 3ª Vara Criminal de Maringá, as ordens judiciais foram cumpridas em endereços relacionados aos investigados. As diligências foram acompanhadas por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), já que um dos investigados é advogado.

Durante a operação desta quarta-feira foram apreendidos armas de fogo, dinheiro, drogas e documentos.

O promotor de Justiça Marcelo Alessandro Gobbato, que comanda as investigações, explica como foi a Operação Donativo em Maringá

PUBLICIDADES & PARCEIROS