DESTAQUES DO DIA

Derrota em Santa Catarina põe Unilife Maringá sob clima tenso

Uma situação que parecia encaminhada para o Unilife Maringá assumiu proporções tensas, na Superliga Feminina de Vôlei com a derrota da equipe da Cidade Canção diante do Blumenau. No sábado, as comandadas do técnico Aldori Galdêncio foram a Santa Catarina e perderam para as locais com parciais de 27/25, 25/27, 25/16 e 25/20.

Com o resultado, as meninas da Cidade Canção viram as catarinenses encostarem na pontuação entrando na disputa pela vaga na segunda fase da competição, para onde vão os oito melhores times.

Com 18 pontos, o time maringaense mantém a 8ª posição, mas a equipe de Santa Catarina chega aos 16. A aposta, então, é na o permitir que as concorrentes ultrapassem as maringaenses. Faltando cinco rodadas para o encerramento do returno, o Unilife Maringá fará ainda quatro vezes em quadras rivais. A começar por esta quart-feira (22), quando enfrenta o Brasília, no Distrito Federal. Em seguida será visitante duas vezes seguidas encarando São Caetano e Barueri; volta a jogar em casa contra o Pinheiros e fecha a etapa saindo para duelos contra Sesi Bauru e Fluminense.

Mas a trajetória do Blumenau também não é fácil: enfrenta o Barueri (fora), Pinheiros (casa), Sesi Bauru (fora), Fluminense (casa), Flamengo (fora) e Osasco (casa).

Além de Unilife e Blumenau, com 18 e 16 pontos, respectiavamente, também o Pinheiro, com 14, tem a classificação no G8 como objetivo.

Nesta quarta-feira, às 19h, no Ginásio Sesi Taguatinga, as maringaenses pega o Brasília, que tem 12 pontos e está na zona de rebaixamento.

PUBLICIDADES & PARCEIROS