DESTAQUES DO DIA

Deputado diz que criação de Instituto Federal em Maringá será estímulo à inovação e tecnologia

Na iminência do anúncio do plano de expansão da educação profissional e tecnológica do governo federal, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), líder da bancada do partido do Presidente Lula na Câmara dos Deputados, disse nesta terça-feira, 23, que “a criação de um campus do Instituto Tecnológico do Paraná (IFPR) em Maringá será vitrine de estímulo em tecnologia e inovação para toda a região”, ainda descoberta de instituição federal de ensino.

“O momento é muito oportuno e promissor para avançarmos nessa luta porque temos um governo federal comprometido com o desenvolvimento e com a nossa autonomia nessas áreas estratégicas de geração de conhecimentos”, disse Zeca Dirceu. “São potenciais como esse que, uma vez atendidos com políticas públicas e inclusão social, se refletem em benefício para toda a sociedade paranaense”, completou.

Além disso, a defesa feita pelo deputado Zeca Dirceu em diversas tratativas junto ao Ministério da Educação ao longo do ano de 2023 se justifica também em função da grande importância que o setor tecnológico de Maringá tem para o desenvolvimento regional. Segundo o prefeito Ulisses Maia (PSD), quando participou de audiência marcada pelo deputado na Secretaria Nacional de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), no mês de novembro do ano passado, a fim de reforçar o pedido de contemplar o município nos planos de expansão dessa rede de ensino, “o faturamento do setor de tecnologia e inovação de Maringá cresceu 500% nos últimos anos e a formação técnica vai qualificar a capacitação dos profissionais absorvidos pela área para dar conta dessa demanda especializada por mão de obra”.

“O Zeca tem trabalhado intensamente pelo Noroeste e por Maringá, também para a gente trazer o instituto tecnológico e promover mais avanços na região”, disse Maia na ocasião da audiência em Brasília.

 

Geração de oportunidades

Os institutos federais foram criados em 2008, durante o segundo governo Lula, e marcaram o início de um projeto inovador e estruturante para a educação do Brasil. Atualmente, no Paraná, o IFPR está presente em 28 cidades: Arapongas, Assis Chateaubriand, Astorga, Barracão, Campo Largo, Capanema, Cascavel, Colombo, Coronel Vivida, Curitiba, Foz do Iguaçu, Goioerê, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaíva, Londrina, Palmas, Paranaguá, Paranavaí, Pinhais, Pitanga, Ponta Grossa, Quedas do Iguaçu, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama e União da Vitória.

São 20 campi, seis campi avançados e quatro centros de referência no Paraná. Mais de 29 mil estudantes estão matriculados em 310 cursos de diferentes níveis: técnicos, de graduação, de qualificação profissional e de pós-graduação. Os IFPRs tem , 1.430 professores e 965 técnicos administrativos.

PUBLICIDADES & PARCEIROS