DESTAQUES DO DIA MARINGÁ

Câmara de Maringá rejeita realização de consulta pública sobre a ‘tarifa zero’ no dia da eleição

Câmara de Maringá rejeita realização de consulta pública sobre a 'tarifa zero' no dia da eleição

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A Câmara de Maringá rejeitou, por 12 votos a 2, um projeto que previa a realização de uma consulta pública sobre a ‘tarifa zero’ no Transporte Coletivo. A proposta de Decreto Legislativo foi votada na sessão dessa quinta-feira (13).

O projeto havia sido proposto pela vereadora Professora Ana Lúcia (PDT), ainda em fevereiro. A ideia era que a consulta ocorresse no dia da eleição: quando os eleitores concluíssem as votações para prefeito e vereador, eles responderiam, ainda na urna eletrônica, se o município deveria promover a gratuidade da tarifa no transporte coletivo.

A proposta seguiu em tramitação nas comissões permanentes da Câmara nos últimos meses. Mesmo tratando-se de um decreto, seguiu o mesmo rito processual de um Projeto de Lei (PL). Na votação dessa quinta (13), quando o texto chegou ao plenário, apenas Ana Lúcia – autora do projeto – e o vereador Mário Verri (PT) votaram favoráveis.

Rejeitado em primeira discussão, o decreto tem a tramitação encerrada na Câmara.

Notícias em tempo real:

PUBLICIDADES & PARCEIROS