DESTAQUES DO DIA

54 alunos da rede estadual embarcam para intercâmbio na Austrália pelo programa Ganhando o Mundo

Com a bagagem repleta de expectativas, 54 alunos embarcaram sábado, 20, rumo ao intercâmbio na Austrália, onde passarão um semestre letivo imersos em uma experiência de estudo e imersão cultural.

Este é o segundo grupo a embarcar nesta que é a maior edição do programa Ganhando o Mundo, do governo do Paraná. Ao todo, mil alunos viajarão a cinco países diferentes ao longo de 2024. “Assim como o embarque dos 28 primeiros alunos, rumo à Inglaterra, em 12 de janeiro, foi emocionante acompanhar o pontapé inicial destes meninos e meninas rumo a uma experiência que marcará suas vidas”, destacou o secretário de Estado da Educação, Roni Miranda.

Segundo Marlon de Campos Mateus, chefe do Núcleo de Articulação Acadêmica e Intercâmbio da Seed-PR, ainda este mês mais 250 estudantes da rede irão para a Austrália. “A escolha do país como destino do programa considerou a alta avaliação da Austrália no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), onde figura entre os melhores colocados em todo o mundo”, afirma.

O Ganhando o Mundo enviará, ao longo dos próximos meses, mais 918 estudantes para intercâmbio que, além de Inglaterra e Austrália, também têm como destino os Estados Unidos, Nova Zelândia e Canadá.

PROGRAMA – Mais de 12 mil alunos se inscreveram para esta fase do programa. Para concorrer a uma vaga, os adolescentes precisavam ter média superior a 7 e frequência acima de 85%. Já a classificação para o intercâmbio considerou três itens: a nota padronizada obtida pelo estudante na Prova Paraná Mais, o número de certificados obtidos pelo estudante na plataforma Inglês Paraná e os certificados de participação como Aluno Monitor.

O programa contou com investimento total de R$ 81,2 milhões, pela Secretaria de Estado de Educação do Paraná, destinado a cobrir todos os custos incluindo despesas com alimentação, hospedagem, transporte, emissão de vistos e passaportes, passagens aéreas e terrestres, exames médicos, vacinas, seguro-viagem e de saúde, taxa de matrícula, mensalidade da escola no Exterior, material didático, uniforme, tradução juramentada da documentação escolar e orientação em reuniões. Os alunos recebem ainda um auxílio mensal de R$ 800,00 durante o intercâmbio.

Com mil alunos selecionados, esta é a maior edição da iniciativa, que foi criada em 2022. Ao todo, 400 estudantes farão o intercâmbio no Canadá, 250 na Austrália, 250 na Nova Zelândia, 50 nos Estados Unidos e 50 na Inglaterra.

Nas fases anteriores do programa, 100 estudantes passaram o primeiro semestre letivo no Canadá e outros 100 foram estudar na Nova Zelândia no segundo semestre. No segundo semestre de 2023, 40 alunos da rede estadual viajaram para a França para um intercâmbio de seis meses.

PUBLICIDADES & PARCEIROS